Mais de 300 mil carteiras de habilitação foram emitidas em 2018 no Pará

Mais de 300 mil carteiras de habilitação foram emitidas em 2018 no Pará


Envie um link

"Cadastro Biométrico: É um dos passos iniciais para o processo de primeira habilitação e, em alguns casos, renovação. "


Notícias, publicado em 04/02/2019

A biometria facilita e dá mais agilidade do processo para obter a carteira de motorista, como explica Fabrício Santos, assessor da Diretoria de Habilitação de Condutores e Registros de Veículos (DHCRV).

Com colaboração de Yure Cardona/ Por Cristiani Sousa/ Fotos/ As com/ Detran/ Agência Pará

O Departamento de Trânsito do Pará expediu 347.434 Carteiras de Habilitação no ano de 2018 em todo o Pará. Somente de primeira habilitação, o número foi de 51.751 nas cidades de Belém, Santarém, Redenção e Marabá. No último ano, o Detran inovou o processo com novos recursos tecnológicos, com o uso da Telemetria no exame veicular, que monitora todo o exame prático através de quatro câmeras instaladas no carro. A principal diferença, a partir de agora, é o controle do exame que vai dar transparência ao processo, tanto para candidatos, quanto para os examinadores.

O processo para emissão da primeira Carteira Nacional de Habilitação (CNH) é simples e composto de duas fases. Na primeira, o candidato precisa emitir o boleto referente aos exames clínicos no site do Detran/PA, ou pode ir até o Detran-Sede ou na Ciretran mais próxima. Após o pagamento do boleto, o candidato em Belém deve agendar a coleta biométrica, através do site do Detran. Nos demais municípios, o candidato deve procurar a Ciretran mais próxima, munido dos originais e cópia da carteira de identificação oficial com foto, como identidade, carteira de trabalho ou certificado de reservista, do CPF e do comprovante de residência recente (até 90 dias) com CEP para fazer a validação dos documentos no sistema. Logo após a validação, o candidato de Belém, deverá acessar o site do Detran para agendar os exames médico e psicotécnico.

Nos demais municípios, devem procurar a clínica mais próxima para realização de exames. Assim que for aprovado na clínica, o candidato vai até um Centro de Formação de Condutores (CFC) para realizar 45 horas-aula com transferência de relatório eletrônico e biométrico.

O boleto da 1ª fase vem com as taxas de exame médico no valor de R$100,39; o exame psicotécnico R$135,10 junto com os serviços bancários de R$5,54. O valor total é de R$241,3. Já na segunda fase, os candidatos só poderão emitir o boleto referente as taxas do Detran com a certificação virtual do curso teórico realizado. Para categoria A (moto) ou B (carro) o valor é de R$213,24. Já para categoria AB (carro e moto) o valor é de R$282,47.

Após o pagamento e a compensação do boleto, o candidato em Belém deve agendar a prova teórica (legislação), através do site do Detran. Nos demais municípios, os candidatos deverão procurar o Ciretran mais próximo, munido dos originais e cópia da carteira de identidade, carteira de trabalho ou certificado de reservista, do CPF e do boleto pago, para realização da prova teórica. No dia da prova de legislação, o candidato deve chegar com 30 minutos de antecedência.

Das 30 questões, o candidato deverá acertar, no mínimo, 21, para ser aprovado. Após a aprovação, o candidato deverá procurar a Auto Escola para realizar a próxima fase com cino aulas no simulador de direção veicular. Após essas aulas, ele receberá a Licença de Aprendizagem (LADV) e deverá fazer as aulas práticas nos CFC's, cumprindo a carga horária exigida para cada categoria: 20 horas aula no veículo para cada categoria pretendida. O CFC ou o candidato em Belém, agenda a prova prática, através do site do Detran. Nos demais municípios, o candidato procura a Ciretran mais próxima, munido dos originais da carteira de identidade, carteira de trabalho ou certificado de reservista, do CPF e da Licença de aprendizagem para realização da prova prática. Se aprovado na prova prática, o candidato receberá a CNH em sua residência. Vale ressaltar que os documentos solicitados, em original e cópia, devem ser legíveis e não podem estar danificados.

Segundo Maria Clara Silva, que está fazendo o processo de sua primeira habilitação, os novos recursos tecnológicos têm uma grande eficácia, pois poupam tempo. "Estou gostando bastante do novo sistema, pois achei fácil e prático para se cadastrar. Trouxe mais modernidade com o cadastramento de biometria que facilita e economiza muito tempo. Estou ansiosa para receber minha carteira de motorista”, concluiu.

Cadastro Biométrico: O cadastro biométrico é um dos passos iniciais para o processo de primeira habilitação e, em alguns casos, renovação. O agendamento para a coleta junto ao Departamento de Transito do Estado (Detran) pode ser feito através do site do órgão, pelo aplicativo Detran/PA Mobile, disponível na plataforma Android ou pelo canal telefônico 154. A biometria facilita e dá mais agilidade do processo para obter a carteira de motorista, como explica Fabrício Santos, assessor da Diretoria de Habilitação de Condutores e Registros de Veículos (DHCRV). "A principal facilidade da biometria é a segurança, onde se tem a certeza de quem está fazendo exames, seja teórico, prático, médico ou psicotécnico, sem falar na agilidade do processo", explica.

Saiba onde agendar a coleta biométrica 

Belém: Sede do Detran, Posto Antônio Barreto Estação Cidadania: Shopping Metrópole, Shopping Pátio Belém, Icoaraci - Belém,

Parauapebas: Shopping Karajás 

Marabá: Shopping Pátio Marabá

Ciretrans: Marabá, Redenção, Santarém, Abaetetuba, Altamira, Breves, Capanema, Castanhal, Tucuruí, Itaituba, Parauapebas, Santa Izabel do Pará, Bragança, Canaã dos Carajás, Barcarena, Dom Eliseu, Jacundá, Monte Alegre, Óbidos, Oriximiná, Rondon do Pará, Tucumã, Xinguara, Mãe do Rio e Cametá. O agendamento pode ser realizado por meio do link http://www.detran.pa.gov.br/renach/renach-web/servicos/agendaExame/indexAgendaExame.jsf

Com colaboração de Yure Cardona

Por Cristiani Sousa