Secretaria de agricultura se prepara para mais uma edição da feira do peixe em Tucumã

Secretaria de agricultura se prepara para mais uma edição da feira do peixe em Tucumã


Envie um link

"“É, um evento do governo municipal em apoio aos piscultores do nosso município e em beneficio a população em fornecer peixes de qualidade a toda à população tucumaense na semana santa”. Lembra, Cássia. "


Notícias, publicado em 15/04/2019

A expectativa na 8ª Feira do Peixe de Tucumã e que seja comercializado algo em torno de 10 toneladas de pescados

Texto/ Roney Braga Wydiamaior/ Assessor de imprensa da Prefeitura de Tucumã/ Fotos/ Queria Galvão.

 

Com a aproximação da Semana Santa, o Mercado Municipal de Tucumã, mais conhecida por Gonçalo Sampaio, se prepara para vender, aproximadamente, 10 toneladas de peixes como tambaqui, tambatinga, pintado entre outros.

 

 

A previsão é que cerca de cinco (05) mil pessoas passem pela feira durante a Semana Santa até o feriado de Páscoa, dia em que a população católica evita comer bovina, suína e frango.

 

O pescado comercializado na semana do Peixe Vivo é de criadouros e de produtores de piscicultores do próprio município de Tucumã.  Segundo Cássia Alexandrino, Engenheira Agronoma e Secretária de Agricultura da Prefeitura de Tucumã, a estimativa é que o tambaqui, tambatinga seja vendido a partir de R$ 10,00 (Dez Reais) o quilo.

 

O município de Tucumã e destaque na P A 279 na região de integração Araguaia Paraense tanto na comercialização quanto em produção do pescado. Toda uma estrutura estar sendo montada com objetivo de oferecer comodidade tanto aos piscicultores quanto aos munícipes que participam da feira do peixe. 

 

A Secretária de Agricultura de Tucumã, Cássia Alexandrino reforça o convite para a realização Feira do Peixe ao qual ocorre nos dias 17,18 e 19, ou seja, de quarta a sexta – feira. “É, um evento do governo municipal em apoio aos piscultores do nosso município e em beneficio a população em fornecer peixes de qualidade a toda à população tucumaense na semana santa”. Lembra, Cássia.